Gato novo em casa? 10 dicas para uma boa adaptação

Os gatos são seres mais sensíveis a novos ambientes e mudanças de rotina, podendo facilmente ficar com ansiedade nestes processos. Assim, é muito importante que tenha todo o cuidado na adaptação de um gato novo em casa.

 

Gato novo em casa: 10 dicas para uma boa adaptação

 

Prepare a sua casa

É muito importante preparar a sua casa para a chegada de um novo gato. Deste modo, deve ter um espaço com tudo o que o novo gato precisa. Isto implica a caixa de areia, tigela de comida e água, um arranhador, uma cama e brinquedos. Além disso, se o local onde o novo gato for ficar tiver janelas a uma distância considerável do chão, poderá optar por uma rede de proteção, a fim de evitar acidentes. Esta preparação fará com que o novo gato se sinta mais cómodo. Se já tiver um gato procure ter estes recursos a duplicar para evitar desconforto em si e nos seus animais.

Dê espaço ao novo animal

A adaptação de um gato a um novo lar nem sempre é fácil e o animal pode ficar muito agitado. Se o novo gato aparentar estar inquieto e com medo, deixe-o um pouco sozinho para se acalmar. No entanto, não o deixe sozinho por muito tempo. Procure voltar, mesmo apenas para fazer companhia, sem movimentos bruscos ou brincadeiras. Caso o gato não aparente ter qualquer medo, brinque à vontade.

 

Gato novo em casa: 10 dicas para uma boa adaptação

 

Mantenha uma rotina para minimizar a ansiedade

Como foi mencionado anteriormente, os gatos são muito sensíveis a mudanças de rotina. Porém, a existência de uma rotina faz com que o seu novo gato se sinta menos ansioso. Assim, procure estabelecer horas para ele comer e brincar para diminuir a ansiedade que possa sentir por estar num novo espaço.

Separe gatos nos primeiros tempos

Os animais costumam se conhecer através do cheiro. Por isso, deve deixar o seu novo gato num espaço diferente do gato que já reside no seu lar. Deste modo, o novo gato conseguirá se adaptar melhor sem se sentir inseguro e ameaçado pelo gato que já reside na casa.

É importante saber que não deve colocar o gato novo e o gato residente frente-a-frente sem passarem por um processo de adaptação recíproca.

 

Gato novo em casa: 10 dicas para uma boa adaptação

 

Promova que se adapte pelo cheiro

O gato que já reside no seu lar vai começar a sentir o cheiro do novo gato. Deixe-o cheirar a porta do espaço onde se encontra o novo gato, mas ainda sem contacto visual. Assim, o gato residente poderá começar a adaptar-se ao novo cheiro. Se sentir que o seu gato fica um pouco agitado com a presença do cheiro do novo gato, tente distraí-lo com brinquedos ou aperitivos para o acalmar.

Pode ainda colocar as tigelas de ambos de cada lado da porta e dar a comida em simultâneo. Esta prática ajuda a que os gatos se habituem ao cheiro um do outro a uma pequena distância.

O que também pode fazer é ir trocando a manta que tem na cama de cada gato para que se habituem ao cheiro um do outro. Todavia, se perceber que o gato residente reage mal, retire a manta. De qualquer modo, não deixe de repetir o processo, mesmo que seja por breves segundos.

Leve o novo gato a conhecer o espaço

Assim que o novo gato estiver mais à vontade está na hora de conhecer “os cantos à casa”. No entanto, deve fazê-lo ainda sem contacto visual com o gato residente. Deste modo, pode colocar o gato residente num espaço à parte e deixar o novo gato conhecer a casa confortavelmente. Assim, o novo gato conhece melhor o seu novo lar e acaba por espalhar o seu cheiro pela casa. Isto irá fazer com que o gato residente se possa habituar mais facilmente à sua presença.

 

Gato novo em casa: 10 dicas para uma boa adaptação

 

Promova primeiros contactos visuais aos poucos

O contacto visual entre o gato novo em casa e o seu primeiro gato deve ser promovido, mas de forma gradual.

Primeiramente, deve abrir um pouco a porta do espaço onde está o novo gato para ter um primeiro contacto visual com o gato residente. Esta técnica é boa para um primeiro contacto, porque previne que se magoem face a uma atitude negativa. Deve repetir este processo até que sinta que os seus gatos estão prontos para passar a um próximo nível de proximidade.

Em seguida, assim que sentir que os seus gatos parecem mais relaxados na presença um do outro, pode colocar o novo gato numa caixa de transporte. O uso da caixa de transporte permite que haja uma maior proximidade sem que os gatos se magoem. Caso haja algum sinal de agressividade, leve o novo gato de volta para o seu espaço, mas vá repetindo o processo.

Por último, se sentir que os seus gatos estão prontos para conviver sem barreiras, solte o novo gato. Neste último processo, deve acompanhar sempre a convivência dos seus gatos, de modo a garantir que tudo corre bem. Sugere-se que repita estes encontros até que sinta que os seus gatos estão definitivamente preparados para conviver sem qualquer problema.

Não ignore uma briga

No primeiro encontro sem barreiras, não ignore reações negativas e separe os seus gatos à mínima agressão. Não deve ignorar uma briga entre os seus gatos, porque poderá afetar a adaptação do novo gato em casa e a sua segurança.

Todavia, mesmo que haja uma reação negativa, não pare de promover os encontros entre os seus gatos, podendo voltar à técnica da pequena abertura da porta ou à da caixa de transporte.

 

Gato novo em casa: 10 dicas para uma boa adaptação

 

Evite ciúmes

Os ciúmes do gato residente face ao novo gato em casa podem dificultar a adaptação e a ligação dos seus gatos. Assim, deve procurar evitar os ciúmes do gato residente, cumprimentando-o sempre primeiro. Não se esqueça que a atenção é importante e que deve tentar dar a mesma a ambos os seus gatos.

Tenha paciência

Mesmo seguindo todas as dicas, o processo de adaptação pode demorar e é necessário ter paciência. Mantenha a calma, pode ter certeza que é uma questão de tempo e que depois do novo gato se adaptar tudo irá correr bem e os seus gatos irão conviver lindamente.

 

Gato novo em casa: 10 dicas para uma boa adaptação

 

 

 

Deixe uma resposta