O meu gato está doente, e agora?

É sempre encantador ter animais domésticos em nossa casa, e os gatos não são exceção! No entanto, sabia que é difícil reconhecer se um gato está doente?

cato no veterinário

COMO SABER SE O SEU GATO ESTÁ DOENTE?


Por causa da sua natureza, os gatos são muito bons a esconder qualquer incómodo quando estão doentes. Esse instinto ajuda-os a protegerem-se dos predadores ou de outros gatos que possam ser uma ameaça.

Estes felinos não costumam dar muitos problemas para além de arranhadelas nos sofás e cortinados. Porém, são também muito eficazes em esconder desconforto e sinais de doença.

Neste artigo, pode descobrir quais os sinais ou sintomas a que deve estar atento e as doenças que estes podem indicar.

Contudo, aconselhamos sempre que se dirija a um veterinário e solicite um diagnóstico.

 

SINAIS DE QUE O SEU GATO ESTÁ DOENTE


exame médico no gato

 

Os sinais mais comuns de que um gato possa estar doente são: vómitos, diarreia, perda de apetite, sono profundo e o aumento da sede.

Porém, há muitos outros sinais, mais discretos, de que esteja algo errado num gato, e que podem estar a acontecer há mais tempo do que imagina. Por isso, é fundamental estar atento a:

  • Mudanças repentinas de humor;
  • Pupilas contraídas ou dilatadas;
  • Respiração rápida ou falta de ar;
  • Perda ou ganho de peso percetível;
  • Mudanças repentinas no apetite ou hábitos alimentares;
  • Negligenciar a limpeza ou excesso de higiene;
  • Uso inadequado da caixa de areia;
  • Queda de cabelo ou irritação da pele;
  • Mau hálito;
  • Feridas ou inchaço;

DOENÇAS FREQUENTES EM GATOS E OS SEUS SINTOMAS?


gato deitado

 

Agora que já conhece alguns sinais que o ajudam a identificar se o seu gato está doente, leia que doenças podem indicar esses sintomas.

  • O seu gato está a beber muita mais água do que o normal? Isso pode ser um sinal de alguma doença renal, de diabetes ou problemas de tiroide;
  • O mau hálito do seu patudo pode estar relacionado, a alguma dor de dentes ou doença periodontal;
  • Se o gato tiver um aumento repentino do apetite, pode ser um sinal de uma doença intestinal;
  • Problemas respiratórios e entusiasmo reduzido nas brincadeiras ou atividades, podem indicar uma infeção respiratória;
  • Notou que seu gato está com problemas na sua caixinha de areia? Isso pode ser um sinal de uma infeção de carácter urinário ou até mesmo renal;
  • A irritação da pele ou, por exemplo, a perda de cabelo pode ser um sinal de alergias, parasitas externos ou outra condição de pele;
  • Caso coxeie, ou tiver problemas para saltar, estes podem ser sinais de lesão ou outras situações como a artrite;
  • As mudanças de personalidade podem ser normais quando acontecem ao longo do tempo, especialmente à medida que seu gato envelhece. Portanto, se o seu gato, normalmente amigável, mostrar sinais de agressão, ou se, eventualmente, em vez de feliz e confiante estiver, de repente, a mostrar-se com medo, algo não está bem!

Porém, todos estes sintomas e doenças devem ser acompanhados e diagnosticados por um veterinário.

 

A DETEÇÃO PRÉVIA DE SINTOMAS É ESSENCIAL!


vacinação em gato

 

A deteção prévia e o tratamento de doenças podem ajudar a evitar que as condições se agravem ou se tornem fatais.

Nesse sentido, é extremamente importante que consulte o seu veterinário, caso identifique alguns destes sinais ou esteja preocupado com alguma alteração no comportamento do seu gato. Desta forma, a lesão ou situação pode ser tratada prematuramente.

Saiba que existem sinais e sintomas considerados normais para os gatos, porém, nunca ignore sinais óbvios de doença e dirija-se a um especialista.

Muitos tutores subestimam a importância das consultas de rotina ao veterinário. Infelizmente, por vezes, esperam vários anos para levar os seus gatos ao veterinário para check-ups, ou esperam que os patudos fiquem doentes.

Contudo, os exames veterinários anuais são essenciais! Estes, dão ao veterinário a oportunidade de examinar o seu patudo, ajudando-o a encontrar pequenas possíveis anomalias nos exames. Deste modo, é possível identificar um problema menor, antes que este se torne em algo mais grave.

O seu gato fica muito ansioso ou nervoso quando vai ao veterinário? Tente encontrar uma clínica veterinária que seja menos stressante para o seu gato, ou que atue de uma forma mais personalizada e atenciosa. Pode também optar por visitas veterinárias ao domicílio, na Zoowish pode encontrar algumas opções. Não deixe de consultar um especialista.

Porém, há rotinas que podem ajudar a prevenir alguns problemas de saúde, como a alimentação e um estilo de vida saudável.

 

COMO PREVENIR DOENÇAS EM GATOS?


gato na transportadora no veterinário

 

Permita que o seu gato possua uma dieta saudável, que possa ajudar a evitar a obesidade e muitos outros problemas de saúde. Muitos veterinários recomendam dietas húmidas ricas em proteínas e pobres em carboidratos.

Conserve a água do potinho fresca e disponível o tempo todo, perto da caixa de areia limpa. Em apartamentos mais pequenos, proporcione um espaço vertical, como por exemplo, árvores para gatos e prateleiras de parede, ou outros brinquedos para gatos.

Por último, certifique-se também que usa a prevenção de parasitas de rotina, seguindo a recomendação do seu veterinário, para poder evitar que parasitas intestinais, pulgas, e outros parasitas, afetem o seu animal.

Assim, é necessário, acompanhar a saúde dos nossos amigos de quatro patas, estar atento a sintomas, e consultar um especialista sempre que algo não estiver bem!

Cuide do seu pet!

Deixe uma resposta